RSS

Arquivos mensais: Setembro 2012

“O Domador de Pulgas”

“Era uma vez… um jovem que ficou perturbado ao ver um show circense. Um homem se auto-intitulava: “O domador de pulgas”.
Ele batia com um lápis num jarro de vidro destampado com várias pulgas. Elas pulavam, mas não saíam fora do jarro.
 Ele batia mais forte ainda, e as pulgas não pulavam para fora do jarro.
– Não pode ser truque, retrucava sua mente crítica; eu posso ver tudo através da lente de aumento gigante que fora instalada para o show.
 Desnorteado e incrédulo, ao final do show, lá estava ele diante do domador de pulgas:
– Parabéns! Eu nunca tinha visto nada igual. Mas, por favor, diga-me qual é o truque.
– Não existe truque algum, meu jovem. Pulga é igual ao ser humano. Coloquei-as dentro do jarro, tampei-o, usando um anteparo transparente,
 e bati fortemente na lateral do jarro, com o lápis.
As pulgas, desesperadas para fugir, pulavam com toda a força e projetavam seu corpo no anteparo. Com o tempo, observei que elas não tocavam
 mais o anteparo. Assim sendo, elas foram se acomodando e não mais pularam com toda a impulsão. Aí, foi só retirar o anteparo.
A partir de então, elas não mais ousaram pular para fora.
– Até aí, eu entendi tudo. Mas o que pulga tem a ver com o ser humano?
– O ser humano tenta uma, duas, três vezes. Depois, ele não ousa tentar mais, acomoda-se, acostuma-se com aquele espaço e, mesmo provocado,  não consegue sair fora da sua vidinha limitada pela prisão mental imaginária. Fica estagnado e confinado, lamentando a sorte e o destino!”
 
*Desconheço o autor
 
Deveríamos ter sempre a vista um cartaz com a frase “o passado já passou e todos os fatos que ele registrou sobre você não têm que se perpetuarem!”
Vezes sem conta voltamos nosso olhar para nosso passado, não com aquela sensação de que tudo no final valeu a pena mas com o sentimento de que ele decreta em alto e bom tom que o presente e o futuro não podem ser diferentes em relação ao que ele registrou sobre nossas capacidades, sobre o que imaginamos merecer, sobre os resultados insatisfatórios que alcançamos.
Geralmente continuamos a afirmar e a consolidar estas vivências, fazendo com isto, elas de fato se perpetuarem…
 Se algo não deu certo até aqui isto não significa que a história se repetirá. Ela só irá se repetir caso você continue acreditando nisto. Todos aqueles que fizeram e fazem verdadeiros milagres em suas vidas, revertendo situações financeiras indesejáveis, modificando relacionamentos insatisfatórios, alcançando profissionalmente o lugar que realmente merecem, o fizeram e fazem porque se negaram a acreditar em fracassos, se negaram a acreditar que as vivências insatisfatórias do passado iriam se repetir no futuro.
Ignoraram os nãos que receberam e continuaram apostando no SIM que desejavam. Eles escolheram acreditar que podiam TUDO ao confiar em seus Dons e Talentos, sementes divinas que, ao serem cuidadas, produzem frutos inestimáveis.
Não use seu tempo para lamentar o que até aqui não deu certo. Pare de ficar repetindo as velhas histórias de insatisfação para si mesmo, como um disco furado, o qual jamais lhe fará ouvir as “canções encantadoras” que você é capaz de criar.
Use-o, a partir de agora, para enumerar seus Dons, seus Pontos Fortes, procurando, dentro de si mesmo, as respostas para o “COMO USÁ-LOS PARA EU PODER CRIAR A VIDA OU AS MUDANÇAS QUE ALMEJO?”
Pare de acreditar em suas conversas internas desmotivadoras. Suas conversas não representam o que VOCÊ É. Elas são apenas crenças limitadoras que você aceitou como verdades e que fazem de tudo para que você continue validando aquilo que elas  pregam. Você É MAIS, MUITO MAIS que isto. O que falta é VOCÊ se conscientizar e ACREDITAR NISTO.
Crenças são profecias auto-realizáveis. Elas são alimentadas por cada um de nós, day by day,  e sempre nos promovem os resultados que elas afirmam sermos capazes de alcançar.
Em que você acredita sobre você? Quais são os resultados que estas crenças estão lhe promovendo?
Se elas não lhe trazem os resultados almejados e você já sabe que ao mudar nossas crenças mudamos nossas vidas, o que continua a lhe impedir de entrar em ação e criar novas e poderosas crenças que retratem a real verdade sobre você, sobre seus pontos fortes, sobre o SER co-Criador que você JÁ É?
Você quer promover mudanças em alguma área de sua vida? Comprometa-se então a criar novas e poderosas crenças. Alimente-as. Isto não é tarefa para poucos dias. Pode levar algum tempo e isto pode fazer com que você desista da mudança que este exercício lhe promoverá. Você pode afirmar que este exercício é cansativo e que promover mudanças é algo doloroso e massante. Entretanto, doloroso, desmotivador é o quadro que as crenças limitantes que alimentamos, dia após dia, nos fazem vivenciar.
A mesma capacidade que temos para acreditar em crenças limitadoras, alimentá-las e validá-las temos para fazer o inverso do processo.
Lembre-se de lembrar, sempre, sempre: a bola sempre está e sempre estará em suas mãos.
Use-a com sabedoria. Use-a para criar o placar do jogo que você merece!
 
Que a sua semana seja deliciosamente feliz!!!
 
Luiza Gonçalves
 
 
 
 
2 Comentários

Publicado por em Setembro 30, 2012 em Bordando Palavras